Notícias

problemas com fisco

Evitando Problemas com o Fisco na Pronta-Entrega.

21 de Feb de 2018

Um grande desafio dos distribuidores que realizam a Pronta-Entrega de seus produtos é cumprir com as obrigações fiscais que a legislação tributária impõe, onde uma delas é a emissão do Danfe simplificado fora de seu estabelecimento e no ato da venda pela sua equipe comercial externa.

Os distribuidores que possuem essa obrigatoriedade e que não cumprem ficam sujeitos a multas e outras sanções fiscais.

Toda vez que o Distribuidor coloca seus produtos fora do seu estabelecimento e dentro do seu roteiro de atuação é necessário ser emitida a NF-e de saída de seus produtos comumente conhecida como Nota Fiscal de Remessa de Venda Fora do Estabelecimento e ou simplesmente como “nota fiscal de transporte”, facilmente emitida por um Software ERP voltado a Distribuição.

Em caso de o veículo ser abordado pelas autoridades competentes, principalmente pelos órgãos de fiscalização tributária, é a nota fiscal de remessa que comprovará a legitimidade de procedência do volume que está sendo transportado.

Conforme o vendedor efetua suas vendas em seu roteiro, o mesmo emitirá a Nota Fiscal Eletrônica condizente com os produtos vendidos, essa nota fiscal eletrônica recebe o nome de Danfe Simplificado, devendo o mesmo seguir o layout definido em Ato COTEPE, facilmente geradas por uma solução Mobile de distribuição pronta-entrega, após essa emissão, a mesma subtrairá da quantidade da carga transportada pelo referido vendedor, sendo assim em todo seu roteiro.

O Ciclo se fecha quando o vendedor externo retorna para sua empresa, a qual emitirá uma Nota Fiscal Eletrônica de Retorno (Retorno de remessa de venda fora do estabelecimento), exatamente do saldo restante da (nota de remessa – notas fiscais de venda).

Mas ainda existe a possibilidade dessa conta não fechar (Nota de Remessa – Notas Fiscais de Vendas = Nota Fiscal de Retorno) por algumas razões como: Perdas, desaparecimento, furtos, roubos ou deterioração de produtos​, nesses casos será necessária a emissão de Nota Fiscal de Regularização de Estoque ou como é conhecida “Nota Fiscal de Quebra” que será emitida sobre a quantidade faltante.

Nosso objetivo​ com esse texto ​é mostrar à você Distribuidor que essas e outras obrigações fiscais, podem ser resolvidas de forma simples e eficaz com um Software ERP especializado para a Distribuição integrado com uma Solução Mobile Força de Vendas Externas.

Lembrando sempre que nossos Sistemas serão facilitadores para planejamentos e gerenciadores de recursos de sua empresa, trazendo inovações em tecnologia e atualizações ​para as corretas operações fiscais, mas como todas operações de sua empresa, principalmente no âmbito fiscal devem ter sempre o conhecimento e o aval de seu principal parceiro, "Seu Contador" este sempre estará ​com informações precisas e detalhadas de todo procedimento à ser seguido por sua distribuidora!

Voltar

Artigos e Notícias Relacionadas

blocok4

Bloco K, evite multas, o prazo está se esgotando!

O que é o Bloco K O Bloco K é uma versão digital do Livro de Controle de Produção e Estoque, ou seja, todas as organizaçõe...

Leia Mais
geo3

Como aumentar suas vendas com a roteirização de sua equipe

 Um dos maiores desafios dos gestores é manter uma equipe de vendedores que tragam bons resultados regularmente. São várias a...

Leia Mais
metas5

Estabelecendo suas metas de vendas na prática

Um dos objetivos principais esperados por uma empresa é Resultado Financeiro, para que o mesmo seja obtido, são elaboradas etapa...

Leia Mais
7 problemas com sua equipe de vendas que um software ajuda a resolver

7 problemas com sua equipe de vendas que um software ajuda a resolver

São inúmeros os desafios que as empresas com equipe de vendas enfrentam, a gestão eficiente da equipe é uma das mais complexas...

Leia Mais